HOME   |   Artigos, Interiores, Paisagismo, Projeto, Urbanismo  |   Duas qualidades essenciais para ter sucesso na arquitetura

Duas qualidades essenciais para ter sucesso na arquitetura

Artigos, Interiores, Paisagismo, Projeto, Urbanismo
17/06/2016
O arquiteto e especialista em carreiras de arquitetos, Brandon Hubbard, dá dicas no artigo publicado originalmente na The Architect's Guide com o título: "The Two Qualities You Need For Architecture Career Success".

A Revista ArchDaily publicou recentemente um artigo originalmente postado pelo blog The Architect’s Guide, do arquiteto e especialista em carreiras de arquitetos, Brandon Hubbard.

O artigo publicado como: The Two Qualities You Need For Architecture Career Success“, foi campeão de acessos por várias semanas seguidas. Segue abaixo parte do texto com tradução de Lis Moreira Cavalcante.

Leia também a entrevista com o economista Frederico Turolla, sócio-diretor da consultoria econômica Pezco, em que reforça a importância da internacionalização como uma oportunidade para arquitetos e escritórios de arquitetura.

 

Em uma pesquisa publicada na Success Magazine alguns anos atrás, foram apresentadas 20 qualidades de um funcionário ideal, e pediu-se que selecionassem a mais importante.

Uma gigantesca parte dos executivos seniores (86%) selecionaram, dentre tantas outras, duas qualidades como as mais importantes para promoção e para o sucesso da carreira:

  1. A capacidade de definir prioridades, separar o relevante do irrelevante.
  2. A capacidade de fazer o trabalho de forma rápida; executar rapidamente.

Não há nada que irá ajudá-lo mais em sua carreira que a reputação de ser o tipo de pessoa que realiza o trabalho mais importante rapidamente e bem.

Infelizmente, encontro muitos profissionais na indústria da arquitetura que parecem ignorar as duas qualidades acima. Ainda assim, eles se perguntam por que suas carreiras estão estagnadas, ou por que outros recebem promoções e eles não, ou por que não conseguiram o trabalho que desejavam.

Eu discuti em um artigo anterior, How To Write The Perfect Architecture Resume, a importância de focar nos elementos chave em sua candidatura para uma vaga de trabalho. O mesmo é verdadeiro para seu papel dentro de um escritório de arquitetura: concentre-se no que importa. O resto irá se ajustar automaticamente.

Coloque-se no lugar do outro

Um exercício útil é se imaginar no lugar de seu supervisor atual. Você está encarregado de completar um conjunto de documentos do projeto preliminar de uma biblioteca local. Você tem uma equipe de duas pessoas para ajudá-lo nesta fase do projeto. Ambos tem exatamente a mesma experiência, mas cada um tem sua própria abordagem para o problema.

As coisas acontecem assim no Dia 1:

O funcionário “A” percebe uma hachura que poderia ser apresentada de forma muito melhor. Assim, ele passa a manhã fazendo uma versão personalizada. Em seguida, ele fica preso usando um novo plugin no software de desenho e passa o resto do dia tentando descobrir por que aquilo não está funcionando corretamente.

A funcionária “B” toma a iniciativa, avalia o estado atual dos desenhos. Em seguida, estabelece um plano para resolver os maiores problemas primeiro. Depois, ela conclui que usando um software de desenho diferente, os desenhos podem ser finalizados em três semanas ao invés de um mês.

Quem você preferiria ter em seu time?

Obviamente, você estaria tendo discussões regulares com a sua equipe, logo, é pouco provável que uma grande quantidade de tempo seria desperdiçado pelo funcionário “A”. No entanto, isso serve para ilustrar as duas qualidades mencionadas acima. A capacidade de identificar, priorizar e completar “mini-projetos” é essencial na arquitetura.

Um “mini-projeto” é simplesmente o que eu chamo uma tarefa que leva menos de algumas horas e impulsiona o projeto geral para frente. É crucial que você seja capaz de compartimentar uma tarefa grande para não se sentir sobrecarregado com os objetivos maiores ou distraído pelos pequenos detalhes.

Seja um solucionador de problemas

A arquitetura é essencialmente uma profissão de resolução de problemas. Não existem dois edifícios que são exatamente iguais, então se tornar um profissional que soluciona problemas é uma habilidade crucial a ser desenvolvida durante toda a sua carreira.

Eu geralmente ouço outros gestores dizerem algo como: “Eu poderia fazer mais com dois dele(a) do que com cinco outros.”

A razão é que estes bons profissionais sabem como resolver problemas e concluir o trabalho de forma eficiente. Conhecimentos de software, tipos de materiais e os milhares de outros elementos de arquitetura vem e vão. No entanto, o valor de se resolver problemas eficientemente estará sempre presente.

Então, como você vai lidar com isso?

Antes de mergulhar em qualquer novo projeto, use algum tempo no início para entender todas as restrições existentes. Isso irá ajudar a identificar quaisquer soluções alternativas ou possíveis atalhos.

Faça a si mesmo (ou à pessoa que sabe) estas perguntas no início, para te ajudar a identificar onde você pode contribuir mais.

Quem mais está no time?

Entenda a estrutura do grupo, em um escritório maior é muito importante entender quem faz o quê. Isso te ajuda a evitar trabalho duplicado e a focar em uma determinada tarefa.

Quais são as áreas de expertise de cada membro do time?

Saiba quais competências os membros da equipe tem e são, talvez, mais adequadas para um determinado trabalho. Você poderia, potencialmente, trocar tarefas para realizar aquelas que se alinham com suas melhores habilidades, o que economiza tempo.

O que já foi feito?

A menos que você esteja chegando bem no início do projeto, provavelmente já haverá algum trabalho feito. Saiba exatamente o que foi feito até então para evitar trabalho duplicado e perder tempo.

Eu já vi isso acontecer em um escritório anteriormente. Uma nova equipe de projeto construiu uma maquete física do terreno que ocupou três pessoas por uma semana inteira para ser concluída. Meses mais tarde, durante uma faxina no escritório, foi encontrada uma maquete [melhor] do terreno, feita um ano antes.

O que tem que ser feito e quando?

Prazos são muito importantes. Coloque todas as datas conhecidas em seu calendário e atualize-o constantemente. Trabalhe de trás pra frente a partir daquelas datas para entender quais tarefas precisam ser concluídas para obedecer ao prazo final.

Quais são as prioridades?

Talvez a questão mais importante. Saber exatamente quais são os aspectos mais e menos importante do projeto. Trabalhe neles a partir dessa ordem, eliminando-os de sua lista à medida que vai concluindo as tarefas.

 


Artigo de Brandon Hubbard, traduzido por Lis Moreira Cavalcante

Veja o artigo completo em: http://www.archdaily.com.br/br/789402/duas-qualidades-que-two-qualities-you-need-to-succeed-in-an-architecture-career

 

Comentários: