HOME   |   Artigos, Interiores, Meio Ambiente, Paisagismo, Patrimônio, Projeto  |   Tese de doutorado pesquisa 29 anos de concursos de Arquitetura e Urbanismo no Brasil

Tese de doutorado pesquisa 29 anos de concursos de Arquitetura e Urbanismo no Brasil

Artigos, Interiores, Meio Ambiente, Paisagismo, Patrimônio, Projeto
11/07/2016
Trabalho realizado pelo professor de projeto de projeto da Universidade Estadual de Londrina, Eduardo Suzuki, buscou responder dúvidas quanto à eficácia, eficiência e efetividade da realização dos certames no país.

Os concursos nacionais de projetos de Arquitetura e Urbanismo são considerados como importantes processos para a democratização e a consolidação desses campos no Brasil. Na visão de especialistas, esses certames contribuem para o aprimoramento da produção e do exercício profissional.

Arquitetos e urbanistas concordam com a relevância e manutenção desse processo para a escolha dos projetos públicos, possibilitando o acesso ao mercado de trabalho para os jovens e para os melhores profissionais. Esse é o tema da tese de doutorado “Concursos de Arquitetura e Urbanismo no Brasil de 1984 a 2012: a eficiência dos Concursos Públicos Nacionais”, que foi defendida pelo professor Eduardo Suzuki no Programa da Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP).

Verificamos o enorme esforço coletivo dos arquitetos e urbanistas na participação nos concursos e não havia um registro sequer de grande abrangência sobre a sua eficiência levantando dados de origem, de organização, do resultado e concretização final da obra”, conta Suzuki.

A pesquisa analisou 29 anos de concursos nacionais a fim de responder dúvidas quanto à eficácia, eficiência e efetividade da realização dos concursos públicos. O levantamento apresenta dados estatísticos, informações e depoimentos dos vencedores sobre fatos ocorridos após os eventos de premiação.

O professor Eduardo Suzuki revela que enfrentou muitos desafios durante a pesquisa, como a falta de dados e de informações sobre os concursos realizados, desde os editais, passando pelos resultados até as atas de julgamento. “Não foi fácil entrar em contato com os vencedores desses concursos e obter o resultado final sobre sua contratação e realização final da obra”, lembra.

A tese de doutorado termina com observações e recomendações para a valorização profissional e a melhoria na eficiência dos concursos públicos nacionais de arquitetura e urbanismo no Brasil.

Para o autor da pesquisa, que é professor de projeto da graduação da Universidade Estadual de Londrina, a importância dos concursos públicos de arquitetura e urbanismo no Brasil é evidente e fundamental.“Precisamos realizar o aprimoramento do processo, desde a diminuição dos custos de participação, melhores critérios na escolha dos vencedores, contratos dos serviços factíveis e justos, e efetivação da obra”. Ainda de acordo com Suzuki, um índice médio de aproximadamente 34% de obras executadas e de possíveis a serem concretizadas, demonstra que a eficiência, eficácia e efetividade dos concursos foram realmente baixas.

“Espero que a tese possa contribuir para o aperfeiçoamento dos concursos públicos de arquitetura e urbanismo no Brasil, possibilitando a realização e a conclusão da maior parte das obras propostas. Acredito que sejam grandes objetivos dos arquitetos e urbanistas”, finaliza.

Clique no link para baixar a tese de doutorado “Concursos de Arquitetura e Urbanismo no Brasil de 1984 a 2012: a eficiência dos Concursos Públicos Nacionais”. Desde que citada a fonte, a reprodução do conteúdo do trabalho para fins de pesquisa está autorizada pelo autor:

ttps://drive.google.com/file/d/0BxRv9xe42fpHRXM3S3VYUjNTekU/view


Texto: Alisson Castro

Capa apresent. cdr.cdr

 

Comentários: