HOME   |   IABPR, Meio Ambiente, Urbanismo  |   IAB-PR e IAB-AM firmam convênio para organizar e editar documento

IAB-PR e IAB-AM firmam convênio para organizar e editar documento

IABPR, Meio Ambiente, Urbanismo
04/11/2016
A intenção do acordo é de organizar e editar um material com todos os documentos produzidos e apresentados durante a segunda edição do Congresso Internacional de Arquitetura e Sustentabilidade na Amazônia – II ARQAMAZONIA, que ocorreu em setembro deste ano, em Manaus

Durante a cerimônia de abertura do seminário internacional “HABITAT III + COP 21 e suas inserções na política urbana”, o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Paraná (IAB-PR), Irã Taborda Dudeque, e o presidente do IAB-AM, Claudemir Andrade, assinaram um convênio com a intenção de organizar e editar um material com todos os documentos produzidos e apresentados durante a segunda edição do Congresso Internacional de Arquitetura e Sustentabilidade na Amazônia – II ARQAMAZONIA, que ocorreu em setembro deste ano, em Manaus (saiba mais).

O presidente do IAB-PR, Irã Taborda Dudeque (esquerda), e o presidente do IAB-AM, Claudemir Andrade (direita). Foto: Alisson Castro (CAU/PR)

O presidente do IAB-PR, Irã Taborda Dudeque (esquerda), e o presidente do IAB-AM, Claudemir Andrade (direita). Foto: Alisson Castro (CAU/PR)

Com 41 trabalhos científicos aprovados, 11 painéis e mais de 50 palestras ministradas por nomes nacionais e internacionais da Arquitetura e Urbanismo, o II ARQAMAZÔNIA foi realizado pela Federação Panamericana de Associações de Arquitetos (FPAA) e organizado pelo IAB-AM. O congresso teve a participação de representantes de nove países. “Debatemos como está ocorrendo a ocupação das cidades amazônicas e como os projetos arquitetônicos estão sendo desenvolvidos. Tudo isso impacta nas características climáticas das nações que têm áreas de Floresta Amazônica. As soluções discutidas foram desde simples formas de construção até a gestão do planejamento das cidades”, lembrou o presidente do IAB-AM, Claudemir Andrade.

De acordo com ele, a ideia é deixar um legado para a pesquisa. “Vamos entregar esse documento a ser editado, especialmente, para gestores públicos e a universidades. Sem dúvida, é um esforço de arquitetos e urbanistas para contribuir com uma região tão importante do planeta”, finalizou o presidente do IAB-AM.


Texto: CAU/PR

Comentários: