HOME   |   Concursos, Projeto, Urbanismo  |   Egito lança concurso para criação da Cidade da Ciência

Egito lança concurso para criação da Cidade da Ciência

Concursos, Projeto, Urbanismo
10/05/2016
O concurso é aprovado pela UIA e o projeto vencedor deve representar a natureza evolutiva da ciência através de um campus de vários prédios a ser implementado gradualmente.

A nova Biblioteca de Alexandria (ou Bibliotheca Alexandrina) convida arquitetos e urbanistas de todo o mundo para participar do Concurso Internacional Cidade da Ciência. A proposta é encontrar um plano diretor e um design conceitual para um espaço de disseminação do conhecimento científico, da promoção da ciência para o desenvolvimento e do apoio à educação e pesquisa científica que será construída na cidade de Giza, vizinha à cidade do Cairo.

O projeto vencedor deve representar a natureza evolutiva da ciência através de um campus de vários prédios a ser implementado gradualmente. O regulamento do concurso foi aprovado pela União Internacional de Arquitetos (UIA) e está organizado de acordo com os regulamentos da UNESCO para as competições internacionais em arquitetura.

Aberto a qualquer arquiteto ou equipes multidisciplinares liderados por arquitetos, o concurso entregará ao vencedor um prêmio de 110 mil dólares, seguidos por U$ 70 mil, U$ 40 mil , e U$ 20 mil ao segundo, terceiro e quarto lugar, respectivamente. Além disso, serão entregues quatro menções honrosas no valor de U$ 5 mil.

Mais informações no site www.bibalex.org/sciencecity. Dúvidas podem ser enviadas para o e-mail: science.city@bibalex.org.

Informações gerais

A competição visa encontrar o plano global e um design conceitual para o complexo cientifico localizado em uma área de aproximadamente 124.994m². A Cidade da Ciência irá abrigar exposições interativas da ciência, além de possuir museu, planetário, torre de observação, instalações de pesquisa e desenvolvimento, oficinas e um centro de conferências. O local pretende ser um marco para o Egito e simbolizar o renascimento da ciência no país.

Calendário

  • Prazo para inscrição: 15 de maio de 2016
  • Abertura do período para tirar dúvidas sobre a competição: 12 de maio de 2016
  • Visita dos participantes ao local onde será construída a cidade: 22 de maio de 2016
  • Fim do período de dúvidas: 16 de junho de 2016
  • Prazo para apresentação do projeto: 17 de agosto de 2016
  • Reunião do Júri: 23-28 de agosto de 2016
  • Anúncio do resultado: 29 de agosto de 2016

site

Júri

  • Ismail Serageldin, diretor da Biblioteca de Alexandria
  • Odile Decq, premiado arquiteto e acadêmico
  • Seif Allah A. Alnaga, Presidente nacional da UIA no Egito
  • Nikos Fintikakis, Arquiteto e membro do conselho da UIA
  • Suha Ozkan, fundador e presidente da Comunidade Mundial de Arquitetura
  • Mohsen Mostafavi, professor na Harvard Graduate School of Design
  • Neil MacGregory, historiador de arte britânico e ex-diretor do Museu Britânico (Reino Unido)

 

Sobre a Nova Biblioteca de Alexandria

A Biblioteca de Alexandria (ou Bibliotheca Alexandrina) renasceu em outubro de 2002. Mais que um edifício de proporções faraônicas, ele também é um vasto complexo onde a arte, história, filosofia e ciência se unem. Além disso, as inúmeras atividades que são oferecidas o tornam um lugar para a discussão aberta, diálogo e entendimento.

Situada na cidade de Alexandria, às margens do Mediterrâneo, a Biblioteca fica no mesmo local onde, segundo especialistas, erguia-se a antiga biblioteca. Além de milhões de livros, cem mil manuscritos e mais de 50 mil mapas, faz parte do acervo o único papiro que sobreviveu à destruição da antiga biblioteca. O projeto, que contou com o apoio da Unesco, levou 20 anos para ser concretizado e custou US$ 200 milhões.

Comentários: